“A grande sedução é se mover”

100_0696.JPG

Eu viajo não para ir a lugar algum, mas para ir. Eu viajo pelo propósito de viajar. A grande sedução é se mover. Robert Louis Stevenson

Uma vez uma amiga minha disse algo do tipo: eu acho que as pessoas que ficam muito desesperadas para viajar é porque estão fugindo de alguma coisa, até de si mesmo.

Isso foi dito por uma pessoa na casa dos 20 anos, quase 30, em um momento em que o amado resolvera bater perna na Europa, acabando por decidir passar um tempo na Espanha (uma longuíssima estadia de uns 3 meses). No fundo, acho que ela estava era puta da vida porque em vez de ficar com ela, sossegado em uma casa com quintal, ele resolveu dar um tempo da rotina e de si e partiu por aí. Alguém vê problema nisso? Ficar na mesma casa de sempre, com a mesma pessoa de sempre, fazendo tudo aquilo que sempre esperaram de si também não é uma fuga, uma fuga de novas possibilidades, de mudar a si mesmo, de ver a si, sua vida e aqueles que o cercam com outros olhos?

Cada um sabe de si. Cada um sabe porque gosta de viajar ou porque não gosta. Pode ser que as alegrias (ou desventuras) da infância influenciem esse gosto, ou desgosto. Tem gente que curte conhecer pessoas diferentes, tem gente que se acha diferente longe de casa, tem gente que gosta de arte e de visitar museus, tem gente apaixonada por marcos históricos. Há quem relaxe longe de casa, há quem faça loucuras onde ninguém os conhece. Certas pessoas curtem as diferentes paisagens, e outras acreditam que passar um tempo com seus entes queridos longe das preocupações é fundamental para recarregar as energias. Também tem aqueles que usam o tempo longe de casa, em lugares distantes, para aproveitar uma solidão impossível no dia a dia. E, claro, tem quem viaje para publicar fotos no Instagram e matar todo o mundo de inveja.

As motivações são inúmeras, mas muitas vezes as conseqüências são parecidas. Mesmo no caso do egocêntrico exibido. Claro, a gente pode levar o cavalo pra beira da lagoa mas ele só vai beber se estiver com sede. Tem gente que não muda nem a pau, pode viajar o quanto quiser que a cabeça vai continuar a mesma. No entanto, todas aquelas conhecidas obviedades costumam mesmo ressoar na nossa alma, em maior ou menor medida.

Viajar é reencanto. É lidar com coisas novas. Com o inesperado. Com as decepções. Com a saudade. Com o gostinho de quero mais.

Viajar é alimentar a curiosidade que temos em todos nós e que as vezes a vida pode deixar a míngua.

É aprender que a gente não é assim tão foda, e nem tão bosta quanto imagina.

É aprender a voltar pra casa.

Como disse o autor de Jakyl & Hyde (o tal Stevenson ali em cima), viajar é se mover. Mover o corpo e a alma. Trabalhar as pernas e os olhos, colocar o cérebro pra funcionar de um jeito meio diferente, o coração pra pular de susto ou alegria.

Na adolescência eu conheci uma menina que as vezes matava aula na escola e ia pra rodoviária, e pegava o primeiro ônibus que estivesse de partida para qualquer lugar do Rio (estado). Em geral ela vestia umas roupas meio fantasia, chegava no lugar (sei lá, Quatis, Resende, Araruama, Paty), dava uma volta, tomava uma coca e comia um hambúrguer, puxava assunto com quem quisesse, e retornava de noite (o Rio é um estado pequeno, você não viaja por mais de 4 horas sem sair do estado). Uma aventura. Dá pra fazer isso na sua própria cidade.

Coloque-se em movimento. Claro que nosso sonho é atravessar o mundo, mas um passeio dentro de si também pode ser feito em casa. Parece hipócrita dizer isso, por isso reitero que sim, ir pra bem longe, quando possível, intensifica todas essas emoções e transformações. Possibilita um movimento maior, creio. Mas não vamos esquecer que o sonho se alimenta do que vem de fora, mas é construído dentro da gente.

 

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s